S.A.V.A SOLIDARIEDADE A VIDA ANIMAL
BARRA DE LINKS

 

 

POSSE RESPONSSÁVEL

Estes animais foram recolhidos das ruas, foram abandonados pelos seus donos. Muitos fugiram de seus lares por irresponsabilidade das pessoas , outros foram propositalmente jogados para morrer, porque simplesmente enjoaram-se deles e os descartaram como um objeto que não tem mais utilidades. Em alguns casos os animais já são abandonados doentes. Em outros casos, depois de ficarem nas ruas, em alguns dias tornam-se irreconhecíveis pela sarna que podem contrair, pelos carrapatos, babesia e outras doenças. De todo sofrimento a que está exposto o animal abandonado, o que mais nos deixa indignados é a crueldade com extremos de sadismo praticados pelo homem, como os espancamentos que cegam, fraturam, arrancam dentes. Os pescoços degolados, os estupros, entre outras ações em que os requintes de crueldade encontram toda sua “coragem” por estarem perante a seres indefesos, quanto pior estiver o animal mais será judiado, as pessoas os olham como leprosos, fugindo deles como se fossem lhe passar algum tipo de doença, quando é justamente o contrario, eles só estão pedindo um afago...um carinho...

O trabalho das protetoras

As protetoras, contando somente com seus recursos, retiram alguns animais das ruas, principalmente os que estão feridos ou muito doentes e as fêmeas prenhas. Independente do estado do animal, todo o socorro é prestado e enquanto houver uma alternativa para salvá-lo, tudo é feito para que esta vida seja salva. As protetoras internam os animais, prestam os socorros com cirurgias quando necessárias, medicação e o atendimento médico para uma avaliação geral do estado do animal. De acordo com as orientações médicas, os animais são medicados, vacinados e, principalmente, castrados. As protetoras procuram oferecer, dentro da possibilidade de cada uma, o melhor aos animais socorridos. Desde a ração até os medicamentos e procedimentos clínicos. E, o mais importante, muito carinho. Quando recuperados estes animais são colocados para a adoção. O processo de adoção consta da assinatura de um Termo de Compromisso, no qual o adotante se responsabiliza em oferecer condições dignas ao animal adotado. Durante o processo de adaptação no novo lar há um acompanhamento das protetoras, inclusive com a visita ao adotante. Este acompanhamento tem por objetivo orientar o adotante de modo a ajudar no processo de adaptação e contribuir para que os animais socorridos, que já sofreram tanto, encontrem realmente uma segunda chance de ter uma vida digna. (mais nenhuma correção nessa página)
Adquirir um animal é assumir um compromisso para toda a vida. Antes de adquirir um animal, seja ele comprado ou adotado, de raça ou SRD, é necessário que se reflita sobre alguns pontos fundamentais. Você terá condições de cuidar dele como ele precisa?
Suas condições financeiras permitem: alimentá-lo bem , levá-lo ao veterinário sempre que ele precisar e vaciná-lo? Você terá tempo de brincar com ele, educá-lo, dar amor e atenção? Você vai amá-lo mesmo quando ele estiver velho?
Quem vai cuidar dele quando a sua família for viajar e não puder levá-lo?
Você sabe que um cão vive em média 15 anos?
Se a resposta for "não" ou “não sei”, não adquira animal nenhum. Porque eles precisam de tantos cuidados quanto uma criança.

VACINAÇÃO
Todo animal deve ser vacinado quando filhote, e o reforço da vacinação deve ser dado anualmente. Os cães devem ser vacinados a partir dos 45 dias, contra parvovirose, cinomose, coronavirose, raiva, hepatite infecciosa, leptospirose, parainfluenza, adenovirose e traqueobronquite. Essa vacina é a V8 ou a V10. Os gatos, a partir dos dois meses, contra raiva, panleucopenia, rinotraqueíte, clamidiose e calicivirose. Também vacine contra a raiva. A vacina anti-rábica pode ser dada no veterinário ou em campanhas de vacinação do seu município.

MANTENHA O ANIMAL DENTRO DE CASA
Rua não é lugar para o animal. Mesmo que você more em um bairro tranquilo ou em uma cidade pequena, isso não diminui o risco de maus-tratos ou de um atropelamento. Mantenha seus animais dentro de casa. Essa é a única maneira de evitar problemas para eles, para você e para os outros.

LAR E AMOR E NÃO PRISÃO E CORRENTES
Jamais deixe seu cão acorrentado, ou gato em uma gaiola. Manter animais presos desta forma, sem nenhuma possibilidade de movimentação, é um ato de crueldade e falta de respeito, consciência e amor. Se você não tem espaço ou teme pela fuga dele, não o acorrente. Pense na vontade dele de brincar, correr, se exercitar... Você gostaria de passar a vida toda preso em um quarto? Claro que não! Se você acha que ele está feliz preso, você se engana. O animal é tão fiel ao dono que mesmo sob essas condições pode parecer feliz e satisfeito, mas nós, seres humanos, dotados de “bom senso” , devemos ter a consciência de NUNCA manter o animal numa prisão. Muitas vezes, o animal pode apresentar desvios de comportamento, ou seja, agressividade mesmo com o dono por ser submetido a condições inadequadas.

NÃO MALTRATE ANIMAIS - CUIDADO COM O CASTIGO

ATENÇÃO COM A HIGIENE
Ao sair na rua com seu cãozinho, recolha toda a sujeira que ele fizer. Lembre-se de que você é responsável por qualquer dano que o animal causar, e por qualquer coisa que ele fizer. Cães devem ser levados na coleira sempre.

SEJA AMIGO FIEL
Aprenda a respeitar o jeito de ser de cada animal. Trate-o com carinho e amor.
Procure compreender que tudo o que ele faz é para agradá-lo e fazer-se digno do seu amor. Aceite esse amor incondicional. Ninguém será capaz de amá-lo de forma tão desinteressada e isenta de julgamentos como seu animal.
Jamais o abandone por motivo algum. Ele sempre será seu amigo, retribua esse amor e confiança. Cuide dele dignamente até a sua morte.

SEJA RESPONSÁVEL - JAMAIS O ABANDONE
Finalmente, jamais abandone. Animais abandonados são presa fácil das piores crueldades. Não caia na conversa de que sempre haverá "alguma alma boa" que cuide dele. A realidade não é essa, muito pelo contrário. Todo animal na rua é vítima fácil para todos os tipos de perigo: atropelamento, doenças, estupros... Muitos animais são cegados, queimados, atropelados, mutilados, etc, etc, por pura maldade humana...

S.A.V.A 2011 - Todos os Direitos Reservados | Desenvolvido Por Carlos